Arcade Fire no Haiti!

31 03 2011

Surpresa boa no país mais detonado de todos: terça feira a noite teve show surpresa do Arcade Fire na frente do hotel Ollofson em Port Au Prince, capital do Haiti.

Segundo a Esquire, os caras tocaram por 45 minutos e olha 3 músicas ao vivo abaixo:

Arcade Fire fazendo Rolling Stones:

Rolou até cover da Cindy Lauper:

Anúncios




Takashi Miike, o pai do Miike Snow.

31 03 2011

Miike Snow é com certeza uma das bandas mais bacanas dos últimos anos e uma das que eu mais adoro.

Depois de vê-los ao vivo, apesar do lugar ruim do show, só confirmou meu amor!

E o que me faz gostar mais ainda deles é que seu nome veio de um dos meus diretores de cinema vivos preferidos: Takashi Miike, um mestre japonês que só faz filme punk.

Abaixo, o trailer de seu novo filme que estréia esse ano, “13 Assassins”.





John Legend faz a Adele.

30 03 2011

Eu não sou mega fã da Adele como todo mundo parece ser ultimamente.

Mas obviamente reconheço que “Rolling In The Deep” é uma puta música linda.

Acabei de ver pelo twitter da @anamariabahiana (uma das minhas maiores influências da vida, devo dizer, desde sempre) que o fodão John Legend fez uma versão maravilhosa pra música e com vocês eu divido:

O mais legal é que dá pra baixar a música, você viu o botão ali, né?

Aliás, foi confirmado que dia 29 de maio vai rolar o Urban Music Festival no Anhembi com John Legend + The Roots e o Cee-Lo green de lambuja. Mas sinto informá-los que vou perder esse evento pra ver (YEAH!) Primal Scream no show da tour do Screamadelica que dizem rola no mesmo dia em algum lugar de São Paulo. Simbora!





O que a musa Luisa Marilac e a festa Crew tem em comum?

29 03 2011

A resposta: o dj Nedu Lopes!

A próxima festa CREW vai ser dia 23 de abril e o nosso convidado especial é o grande dj Nedu Lopes, vice campeão mundial do REDBULL Thre3Style em Paris em 2010 com essa rotina abaixo:

O cara é muito, mas muito fodão e ele acaba de fazer um remix de um vídeo da musa internética Luisa Marilac, olhaí:

Preparem-se!





“The XX” e seu irmão gêmeo transatlântico “Tyler, The Creator”.

28 03 2011

Eu sempre que penso em The XX tento arrumar uma definição para o som deles: um indie rock com aquelas bases estranhas eletrônicas me tiram do sério.

Daí ouvindo Tyler, The Creator, um cara que vem do outro lado do mundo, fazendo hip hop com as mesmas bases eletrônicas pesadas e graves e de deixar com medo? Como assim?

Nada mais díspare do que o indie inglês e o hip hop de Los Angeles, mas ambos artistas com a mesma faixa etária e provavelmente com o mesmo background de alguma forma. Eu ouço um e penso no outro hoje em dia, imaginando Tyler cantando em cima das bases do The XX.

Não por nada, os caras hoje em dia são da mesma gravadora, a XL Recordings.

E não por nada 2, Jamie XX lançou um dos álbuns do ano pela mesma XL Recordings, o fantástico “We’re New Here”, onde ele “recria” o ótimo “I’m New Here” de 2010 do spoken artist americano Gil Scott-Heron e nesse caso a comparação com Tyler fica mais evidente ainda.

Não sei se é muita viagem minha, mas eu acho que é tudo farinha do mesmo saco e nesse caso, o saco mais interessante da música que vem sendo feita ultimamente.

Aguardo ansiosamente o disco novo do Tyler, The Creator que vai se chamar “Goblin” e deve sair dia 10 de maio com essa capa meio medo:





E o show do Duran Duran foi lindo demais.

24 03 2011

Ontem a noite, as 23h horário local, começou o show do Duran Duran, dirigido pelo David Lynch, no projeto Unstaged, do American Express no youtube.

Eu sou muito fã do Duran Duran desde sempre, banda da minha adolescência, já vi muito show deles, já viajei só pra ver show deles. E mais uma vez os caras não decepcionaram.

Eles tocaram num lugar pequeno, pra muito pouca gente e a minha vontade de estar lá só aumentava a medida que o show ia acontecendo.

De novo, eles intercalavam músicas novas e hits eternos.

E dessa vez eles tinham convidados especialíssimos:

Beth Ditto, do Gossip, cantando “Notorious”

Kelis, cantando “Come Undone”

Mark Ronson, o produtor do mais recente álbum da banda, e que Simon Le Bon fazia questão de deixar claro que ele era o quinto Duran Duran.

"Hungry Like The Wolf"

Muita música boa, banda afinadíssima e os caras, velhinhos que estão, ainda dão um caldaço.

"Reach Out For The Sunrise"

Ter David Lynch dirigindo foi o toque de mestre.

O diretor doidão que todos nós amamos muito sobrepunha imagens, cortava alucinadamente e ainda tinha 2 câmeras extras pra gente escolher e assistir de outros ângulos, sendo uma com uma lente olho de peixe alucinante.

Você podia logar na página do show via twitter ou facebook e fazendo isso ganhava de brinde uma música dos caras pra download.

Que venham mais shows Unstaged!

"A View To A Kill" refeita por Mark Ronson, ficou linda.

E que o Duran Duran volte logo ao Brasil.

Valeu AMEX!

"DD, the band designed to make you party!"





O clipe de “Will Do”, nova do Tv On The Radio.

22 03 2011

O amor e a realidade virtual. Sem mais: